Pesquisar este blog

Deixe seu email aqui e receberá avisos de novas postagens!

segunda-feira, 7 de setembro de 2020

"ANSIEDADE" trocada em miúdos

 O idoso e a ansiedade: condição natural ou consequência da ampliação da  qualidade de vida? | Portal do Envelhecimento


É preciso falar mais detalhadamente sobre ansiedade. Sofrer de ansiedade é não experimentar sossego, nem de dia e nem de noite, é se sentir invadido por pensamentos irrelevantes que se misturam aos relevantes, e perturbam a concentração de forma sistemática, de maneira que uma tarefa simples, requer o dobro de energia psíquica para ser realizada. O amanhã é preocupação constante, porque o sentimento de se sentir atrasado para não se sabe o que, passa a ser comum ; o hoje pode ficar para depois; mas o passado..., a este sempre se poderia ter feito mais por ele; e esta forma cativeiro de se lidar com o tempo é o que há de mais cruel para o ansioso. O futuro é incerto e retém toda a sua atenção, o passado serve como sentenciador e o ocupa com arrependimentos e reflexões. E o hoje, não existe porque é pura sobrevivência.

Ansiedade está associada a ritmo do psiquismo, velocidade dos pensamentos e não necessariamente ansiar por algo ou por alguém. É um aceleramento psíquico que exaure quem sente e quem convive com o ansioso patológico. Leva a uma desordem fisiológica, onde o organismo produz substâncias excitantes mesmo quando o desejo é apenas dormir. Na aparência, o sujeito pode passar uma tranquilidade budista, mas por dentro, o caos está estabelecido.

É preciso parar de tratar a doença como traço de personalidade, ou seja, não “é jeito de ser”, é um excesso de essência que pode ser tratado e melhorado.

O “cérebro emocional” não foi adaptado e ainda não disponibilizou recursos extras para lidar com tanta informação vinda, de todos os lados, de forma simultânea e sem filtros. Somos submetidos a gatilhos de emoções opostas apenas com um deslizar de tela do smartphone. O ego fica facilmente destroçado e se sente aquém da “eficiência mundial.”

Enfim, a ansiedade pode ser uma fonte maior de energia e disposição, que ser for bem aplicada, será aliada, mas precisará estar sempre em monitoramento. Do contrário, agirá em curto prazo para reunir um conjunto de sintomas que trará uma coletânea de outras patologias secundárias.

Ansiedade tem tratamento e tem controle.

Nenhum comentário: